NEI lança "Projeto Lona Cultural Itinerante" para início em 2015

O presente projeto Lona Cultural Itinerante se inscreve no âmbito das políticas de prevenção e tem como objeto o grave problema social do homicídio juvenil no Espírito Santo em particular nos municípios de Serra e Vitória na RNGV.  O público alvo são jovens entre 12 e 18 anos, moradores dos municípios indicados e em situação de vulnerabilidade social. O objetivo geral é atuar na prevenção do envolvimento dos jovens no crime. O Objetivo específico é contribuir com o Estado na diminuição dos altos índices de homicídio que vitimiza jovens nas áreas de atuação do projeto. Local de atuação: Os bairros selecionados para atuação são: Feu Rosa e Vila Nova de Colares em Serra e Inhanguetá na Grande São Pedro, em Vitória. Período de duração: 2 anos. O diferencial metodológico do projeto Lona Cultural Itinerante é a ênfase nas atividades artístico-culturais como ferramentas articuladas a quatro princípios: o protagonismo, entendido como respeito ao desejo do sujeito; a responsabilização enquanto processo de conscientização das consequências dos atos praticados, a sociabilidade positiva enquanto aprendizado coletivo e solidário no uso do espaço comum e o por último, o principio fundamental do exercício consciente da cidadania. Nossa metodologia é capixaba, fruto das experiências e conhecimentos acumulados e obtidos por nossa equipe permanente nos seguintes projetos:

  1. Diagnóstico sócio criminal, Serra Cidade da Paz em, 2006-2007;
  2. Diagnóstico Serra: Agenda do Futuro 2012-2032 realizado em 2012;
  3. Na consultoria realizada em 2011 na ONU HBITAT em São Pedro, por meio do projeto “Segurança Cidadã: prevenindo a violência e fortalecendo a cidadania com foco em crianças, adolescentes e jovens em condições vulneráveis em comunidades brasileiras”
  4. Inspirada filosoficamente na visita técnica, realizada em maio de 2014 ao México, com financiamento da FAPES, à ONG Circo Volador, premiada pela ONU e que atua desde 2004 em contexto social com jovens, muito similar ao canário capixaba.
  5. Projetos de extensão pela UFES realizados há 8 anos na grande  São Pedro em parceria com a LBV que atua há 49 anos na grande São Pedro no bairro de Inhanguetá. Esses projetos de extensão da UFES atuam com jovens voltados a prevenção à violência.

Assim, ajustando as especificidades locais, desenvolvemos uma metodologia denominada Formação em Cidadania Cultural (FCC), que apresenta um novo paradigma para projetos de intervenção social preventiva com jovens em situação de vulnerabilidade social. A missão do projeto é garantir a sustentabilidade das potencialidades desenvolvidas, por meio do exercício efetivo do protagonismo juvenil e da cidadania consciente, com a negação explícita do autoritarismo que decide os projetos de cima para baixo sem escutar e respeitar as demandas do público alvo, do paternalismo e do assistencialismo que perpetuam as vulnerabilidades e não contribuem para o exercício da cidadania.

 

 Autores:

 Profª. Drª. Marcia Barros Ferreira Rodrigues (Coordenadora Geral)

 Me. Clarkson machado Diniz

 Me. Rosely Maria da Silva Pires

 

 Local de atuação: Municípios de Serra: Feu Rosa e Vila Nova de Colares  e Vitória: Inhanguetá, São Pedro na RMGV/ES

 Período de atuação: Março de 2015 A Março de 2017, 1 ano respectivamente nos bairros de cada município